Post Top Ad

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Roteiros para todos os gostos | Itália

A Itália é um país incrível, voltei de lá no mês passado e a cada viagem venho mais e mais encantada. Eu sei que digo mais ou menos o mesmo de muitos outros sítios, mas pronto... É sinal que o mundo está cheio de sítios fixes para conhecer.
Desta vez o passeio levou-nos a explorar mais a fundo a região da Lombardia (Milão, Bérgamo e Lagos) mas há muito mais para conhecer no país das massas e das pizzas. Foi a quinta viagem que fiz a Itália e ainda há tanto que queria conhecer. Desde as grandes cidades, às vilas mais pequenas, há história e beleza natural em tudo quanto é canto, sejam os vestígios do Império Romano, os marcos Renascentistas, da Igreja Católica ou as paisagens naturais saídas de quadro na Toscana. Itália tem férias para todos os gostos.
Hoje vou tentar organizar aqui algumas sugestões de roteiros para diferentes zonas do país. Espero que seja útil, que tirem ideias para as próximas férias e corram a marcar as viagens de avião.
Todas as sugestões começam e acabam próximo de cidades com aeroportos internacionais, Milão, Veneza, Florença, Roma, Nápoles, mas a partir de Portugal será muito mais fácil voar para Milão ou Roma, para onde há imensas opções tanto de companhias regulares, como low cost.
Os roteiros sugeridos também são perfeitos para serem feitos de carro em 5/6 dias cada um, mas é possível fazer tudo de transportes públicos, os comboios ligam de forma rápida e eficiente as principais cidades do país, para todos os outros locais há autocarros ou ferrys, tenham em conta que nesse caso, e dependendo dos horários dificilmente conseguirão visitar tanta coisa em tão pouco tempo.
Caso estejam a planear umas férias em grande podem, claro, fazer todo o país em duas a três semanas, dependendo da forma como gostam de viajar - como eu, fominha de locais novos para conhecer, e chegar de férias mais cansada do que fui - ou mais num modo relax, férias mesmo para descansar.

Roteiro 1 - Norte da Itália e Lagos
Conheço mais ou menos bem este percurso, já estive em todos os locais assinalados menos no Lago di Garda e posso dizer-vos que é óptimo, tem de tudo um pouco.
Uma cidade grande e cosmopolita como Milão, cidadezinhas pequenas mas com o seu encanto - Bérgamo, Verona e Pádua - a beleza natural e estonteante dos Lagos, se o Garda for metade do Como já vale a pena a passagem, mas dizem que é tão giro quanto, e ainda termina em beleza com a cidade mais diferente de todas, Veneza. Passear pelo canais, andar de barco entre as suas ilhas é uma experiência para ter pelo menos uma vez na vida.
Se tiverem quatro noites disponíveis, sugiro que fiquem a primeira nas margens do Lago di Como (eu fiquei numa casinha fofa que podem ver aqui e adorei - post sobre Lecco e Malgrate aqui), depois de ter conhecido Milão à chegada. A segunda em Bérgamo, a terceira em Verona e a última em Mestre - a zona continental próxima a Veneza onde a relação qualidade/preço do alojamento é muito melhor.

Dia 1 - Chegada a Milão, passeio pelo centro histórico, ao fim do dia conduzir até ao Lago di Como
Dia 2 - Acordar com vista para o lago e passar o dia a explorar todos os seus vilarejos, ir dormir a Bérgamo.
Dia 3 - Subir à Città Alta em Bérgamo de manhã, durante o resto do dia conduzir ao longo do Lago di Garda até Verona, parando pelo caminho
Dia 4 - Conhecer a cidade de Verona, explorar o coliseu e os vestígios romanos, percorrer as marcas da história de Romeu e Julieta. Ir dormir a Mestre.
Dia 5 -  Tirar todo o dia para se perderem no canais de Veneza, conhecer as ilhas de Murano e Burano.

Podem consultar posts mais antigos sobre cada uma destas cidades aqui no blogue:







Roteiro 2 - Noroeste, Costa da Ligúria e Toscana
Difícil dizer quais são as paisagens mais bonitas do país, mas se os lagos no norte valem imenso a visita, impossível deixar de conhecer também a famosa costa da Ligúria, conhecida pelos seus vilarejos que se aglomeram nas escarpa até ao mar, numa versão mais chic - Portofino - ou mais rústica - CinqueTerre.
Adorei o passeio que fiz nesta zona há uns anos, voltei apaixonada por Manarola e Vernazza. Se pensarmos em beleza natural não podemos também tirar da mente os campos da Toscana e os seus ciprestes afiados - cartão postal de todo o país. O roteiro inclui duas cidades que quero muito conhecer - Turim e Génova - e acaba em Florença, a cidade do renascimento, um autêntico museu a céu aberto.

Dia 1 - Comecem tal como no roteiro anterior por passar meio dia em Milão antes de rumar com direcção a Turim, aproveitem o final do dia para os primeiro passeios na cidade, e durmam por lá a primeira noite.
Dia 2 - O segundo dia vai começar ainda em Turim e acabar em Génova, podem passar mais ou menos tempo em cada uma das cidades conforme aquilo que tiverem mais interesse em conhecer.
Dia 3 - Tirem todo o dia para explorar a costa da Ligúria, podem parar em Portofino pelo caminho, mas a minha sugestão é que conduzam até Monterrosso, nas CinqueTerre, e depois façam uma das trilhas e usem o comboio para chegar às outras. Na minha opinião Vernazza e Manarola são as mais giras, mas Riomaggiore também tem o seu encanto. Fiquem a dormir algures nesta região, dormir numa das Terre deve ser incrível, mas a verdade é que é caro e a oferta é pouca, La Spezia - um pouco mais à frente, é um cidade um pouco maior e talvez seja boa opção para se alojarem.
Dia 4 - Este será o dia dos ciprestes afiados, conduzam pela Toscana, parando nas suas pequenas vilas, cidadezinhas ao longo da estrada para chegar a Florença apenas à noite. Há imensas opções, mas podem incluir no roteiro Pisa, Lucca, San Gigmiliano, Siena.
Dia 5 - Dia de acordar já em Florença e aproveitar ao máximo para explorar a cidade, se há museu renascentista a céu aberto, é a capital das Toscana.

Podem consultar também o post do blogue, com detalhes sobre Cinque Terre, a Toscana ainda não tem informação disponível, foi uma viagem pré-blogue, quem sabe não me animo a rever as fotografias e escrever qualquer coisa.



Roteiro 3 - Leste e Centro da Itália
Deste terceiro roteiro que vos proponho apenas conheço o princípio e o fim, mas tenho imensa vontade de fazer "o meio". Já tive uma ideia delineada para conhecer esta região, mas acabou por não se concretizar, espero que o "mal" seja remediado a médio prazo e nesse dia virei contar-vos tudo. Até lá fica a sugestão, porque se achava que era bom para mim, também acho que é bom para vós.
Começa e acaba em duas das principais cidade de Itália, aquelas que vão arrastar muita gente até lá, Veneza e Roma, mas pelo caminho, a itália mais real tem muita coisa boa para oferecer, já vi imagens giríssimas de Ferrara e Bolonha, e têm ainda oportunidade de incluir um novo país no roteiro, San Marino

Dia 1 - Comecem o programa com um dia para explorar a fundo Veneza e as suas ilhas de Murano e Burano. Depois do pôr-do-sol voltem ao continente, a zona de "Mestre", a uns 15 minutos de Veneza é óptima na relação qualidade/preço do alojamento.
Dia 2 -  Comecem o passeio para cruzar o país, neste dia sugiro que parem pouco depois em Pádua, para conhecer a Basílica de Santo António na cidade onde ele morreu, depois sigam caminho até Bolonha, com uma paragem para conhecer Ferrara pelo caminho. Aproveitem para jantar um esparguete à Bolonhesa - pois claro! - e passem a noite aqui.
Dia 3 - Depois do último passeio po Bolonha, retomem a estrada, podem ir até à costa, conhecer as imensas praias da zona de Rimini e sair da Itália, num desvio até San Marino. Podem dormir por aqui, sempre passam uma noite "noutro estrangeiro".
Dia 4 - Dia de continuar a rumar até Sul, e à capital do país - Roma. Podem ir parando ao longo do caminho para conhecer algumas das cidadezinhas da região, duas das mais conhecidas e que deixo como sugestão são Perúgia e Assis, bem perto uma da outra e a meio caminho do percurso. Passem a noite já em Roma.
Dia 5 - Difícil conhecer a capital italiana em apenas um dia, possível apenas se decidirem não entrar nas atracções principais. Caso queiram esticar mais um dia a viagem podem visitar os Museus do Vaticano, o Coliseu e o Fórum Romano, para além de passear pelo centro da cidade e curtir a escadaria da Piazza d'Spagna, pedir um desejo na Fontana di Trevi ou comer um gelado numa das esplanadas da Piazza Navona.

Para mais detalhes sobre Veneza e Roma, podem consultar outros posts mais detalhados no blogue:




Roteiro 4 - Roma e a Costa Amalfitana
Ah, outra viagem que eu quero tanto fazer. Já conheço uma parte, da primeira vez que estive em Roma fiz uma visita a Nápoles e a Pompeia, mas foi há tantos anos que estou com imensa vontade de voltar, e a isto juntar uns dias para proveitar as belezas naturais da Costa Amalfitana.
Capri, Sorrento, Positano, já me imagino no meio dos limões e daquelas escarpas maravilhosas, numa esplanada com vista para o mar e um copo na mão. Enfim, sonhar não custa, mas um plano a médio prazo. Deixo-vos também a sugestão.

Dia 1 - Logo no primeiro dia mandem-se para sul e façam a primeira paragem em Pompeia, com tempo para explorar as ruínas da cidade que ficou soterrada pelo Vesúvio, antes de voltarem a seguir viagem até Sorrento, a primeira paragem fofinha e uma boa opção para passar a noite.
Dia 2 - Apanhem o ferry de manhã cedo e passem o dia a explorar Capri, depois de tanto famoso que passou por lá aquilo deve ter mesmo encanto. À partida diria que um dia dará para conhecer o principal da ilha, deixem o carro em Sorrento que na ilha não será muito útil e aproveitem o dia para conhecer a Gruta azul, andar de funicular e curtir a ilha. Podem voltar a dormir em Sorrento à chegada.
Dia 3 - Dia para explorar as terrinhas da zona sul da costa amalfitana, há várias sugestões, Positano, Amalfi, Salerno, Ravello, escolham as que mais vos interessam e vão parando pelo caminho nas calmas para aproveitar o passeio. Podem escolher outra terrinha para dormir, mas provavelmente será mais prático voltar a dormir em Sorrento, só para não andar "com a casa às costas".
Dia 4 - Começa o caminho de regresso a norte e aqui a sugestão é parar em Nápoles, mesmo que já tenham ouvido dizer tudo de mal sobre a sujidade da cidade, as mafiosices e sobre o não ter nada de interessante para ver, acho sempre bom dar uma oportunidade as locais. E apesar de tudo Nápoles é a capital da região, todos os locais têm algo de bom para nos ensinar, e na pior das hipóteses podem sempre comer um Spaghetti alla Napolitana e ter mais uma história para contar. Vão dormir já a Roma.
Dia 5 - Dia completo para explorar a capital italiana, tal como no roteiro anterior, vale a pena dar mais um dia aqui, para verem algumas coisas com mais calma.

O meu roteiro de Roma está aqui, de novo, aproveitem-no bem:




Caso estejam definitivamente convenidos a fazer as malas e rumar até Itália podem procurar alojamento por aqui:


Já sabem que por cada reserva através dos links que vos deixo ou na caixa de pesquisa da barra lateral eu posso receber uma pequena comissão e vocês não pagam nada mais por isso. O estabelecimento agradece! :)
19:02 / by / 2 Comments

2 comentários:

Lucia disse...

Gostei muito do post, Itália também exerce em mim um enorme fascínio. Gosto de TUDO, tudo mesmo. Já fui várias vezes a vários sítios e espero ir muitas mais.
Só um reparo sobre Capri, que é um sítio que eu adoro de paixão (foi o meu último post) vale a pena ficar nem que seja uma noite a dormir!
Boas viagens!

Sempre entre Viagens disse...

Obrigada pelo comentário e pela sugestão :) Realmente há tantas coisas incríveis para fazer em Itália que é quase um crime escolher umas e deixar outras de parte.

Post Top Ad